quarta-feira, 6 de junho de 2018

A mulher do patrão é quem cuida das contas

M3u Online | Pornô Amadores Novinhas Casal Filmes Pornô e xoxota

A mulher do patrão é quem cuida das contas - contos Eroticos

Em tempos de desemprego, poucas são as pessoas que podem manter o trabalho. Felizmente eu sou um destes. Sou um cara dedicado, não sou daqueles que interrompem o serviço só porque o relógio está marcando o final do expediente. Faço o que tem de ser feito, nem que eu tenha de sair mais tarde. Pelo menos eu tenho a consciência tranquila do dever cumprido. Meu nome é Joaquim e sou o encarregado de compras e presto contas diariamente para a mulher do proprietário da empresa, a Ingrid. Como se trata de urna empresa familiar, tudo o que acontece aqui dentro passa por eles. É graças a isso que a empresa continua crescendo e nem precisa mandar empregado embora. Eu levava minha vida normalmente, até que comecei a me dar conta que a mulher do chefe começou a me dar bola. Cada vez que a gente ficava até mais tarde, ela arrumava um jeito de se mostrar, abria as pernas e mostrava as calcinhas, ou se debruçava na minha frente exibindo seus seios. Como prezo muito meu emprego, sempre arrumei um jeito de cair fora. Mas na semana passada não deu para segurar. Todo mundo já tinha ido embora e a Ingrid me chamou em sua sala. Onde me esperava com os pés sobre a mesa, mostrando suas calcinhas. Aí, a coisa fodeu.

__Sempre elegante, hein?
__Olha só quanta nota!
__Ai, preciso de uma massagem... 
__Estas são as contas de hoje...

Excitado por ver a calcinha da mulher do chefe, Joaquim despeja sobre a mesa dela as notas fiscais das compras do dia. Ingrid diz, então, que está muito estressada e que necessita de uma massagem para poder relaxar um pouco. Será que ele deve fazer a massagem?

__Você esta muito tensa... 
__Se as mãos São maravilhosas... como será o resto,hein?
__Não mexa com fogo,Ingrid...

Na medida em que foi relaxando, Ingrid foi liberando sua sexualidade. Depois de erguer a saia, a mulher do chefe começou a roçar o cotovelo na piroca de Joaquim.

A partir daí o empregado resolveu mandar às favas seus pudores e meteu a mão na massa. Ingrid fingia fazer contas até começar a chupar o pau de Joaquim


__Xana raspada me deixa louco de tesão
__Ai quero chupar sua pica...
__Que pauzão grosso. Assim, que eu gosto. Mmmm...
__Ai, que tesão! Vem foder a sua puta, vem...

A austera sala de trabalho da contadora da empresa virou cenário da maior putaria. Ingrid estava de olho no funcionário há muito tempo e agora se arreganhava toda para receber o caralho dele em suas entranhas.

__Gostoso! Huum mete tudo, tudo!
__Acho que tem alguém aí tomara que não seja meu marido. Continua...

Curioso é que normalmente Ingrid é uma mulher que gosta de se impor e mandar em todo mundo (até no marido). Mas para ter relações sexuais ela desempenha o papel de mulher submissa, que tudo faz para satisfazer seu macho, que aproveitou a situação e passou o ferro na patroa.

__Fode, fode, me arrebenta com esta pica...

A mulher do dono da empresa acabou gostando de bancar a mulher submissa. Ela se desdobrou para satisfazer todos os caprichos de Joaquim, que a estas alturas lamentava não ter atendido antes aos apelos da patroa. Mas na hora em que ele pensou que ia gozar, Ingrid se desvencilhou dele: Ela queria beber sua porra.

__Mas não goze agora, por favor...
__Pô, que história é essa?
__Goza na minha boca, tesão...
__Como eu amo beber porra!

Assim como uma escrava sexual, a esposa do proprietário da empresa se ajoelhou aos pés de Joaquim e começou a chupar sua piroca com uma voracidade incrível. Bastaram alguns segundos para que ela recebesse uma golfada violenta de porra na boca e rosto. Ela adorou.